O MOVIMENTO ESTUDANTIL BRASILEIRO: UMA ANÁLISE MIDIÁTICA DE SUA MEMÓRIA NO PERÍODO DA DITADURA MILITAR

  • Bruno Geraldo Guimarães Gonçalves Faculdade de Pará de Minas - FAPAM
Palavras-chave: Ditadura Civil-Militar, Memória, Movimento Estudantil Brasileiro

Resumo

O presente artigo propõe como objetivo, o estabelecimento de uma análise histórica do Movimento Estudantil Brasileiro tendo como princípio a reconstituição de sua memória através de publicações jornalísticas do período que o Brasil viveu sobre a égide de um regime de exceção, a Ditadura Militar, que se configurou como um dos momentos mais repressivos de nossa história política. Para o estabelecimento deste trabalho será fundamentado a importância que a memória exerce sobre o aspecto histórico, demonstrando através de visões jornalísticas como que a atuação política do Movimento Estudantil Brasileiro foi se consolidando ao longo de um período da história política do Brasil.

Biografia do Autor

Bruno Geraldo Guimarães Gonçalves, Faculdade de Pará de Minas - FAPAM
Especialista em Ensino de História pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas, Especialista em Docência Superior pela Universidade Gama Filho – UGF e Graduado em História pela Faculdade de Pará de Minas - FAPAM.Professor das Redes Pública e Privada de Ensino e membro associado da Sociedade Brasileira de Teoria da História e Historiografia – SBTHH.
Publicado
2016-12-01
Seção
Artigos